Ir para o conteúdo principal

No Interior da Escola

Este é um espaço para o compartilhamento de projetos exemplares, práticas desenvolvidas em escolas do interior do Estado de São Paulo e que merecem ser conhecidas e, quem sabe, reproduzidas.

abr 1

Written by: admmuralint
01/04/2016 14:09  RssIcon

Hecionéia Rocha Vieira Bassetto é professora de Língua Portuguesa da EE José dos Santos há 22 anos. E atua na rede estadual de ensino desde 1992.

Nome do projeto: “Na trilha das autorias misteriosas”

Justificativa:
Por meio de avaliações diagnósticas constatou-se que os alunos do 5º ano tinham dificuldades para produzir textos. Dessa forma, era necessário propor um trabalho no qual os alunos pudessem desenvolver habilidades de leitura, escrita e revisão textual. Nessa perspectiva, o Projeto Didático “Na trilha das autorias misteriosas”, indicado para os alunos do 5º ano pelo Programa “Ler e Escrever”, veio ao encontro das necessidades da turma, propiciando o desenvolvimento da capacidade leitora e escritora.

Objetivos:

  • Proporcionar orientação específica aos alunos para ler, interpretar e escrever seus contos de mistério;
  • Reconhecer as características do gênero “contos de mistério”;
  • Produzir contos de mistério considerando suas marcas linguísticas;
  • Empregar recursos discursivos e textuais próprios do gênero na produção de seus próprios textos;
  • Analisar os efeitos de sentido próprios do gênero “contos de mistério”;
  • Desenvolver o comportamento do escritor;
  • Aprender procedimentos de escrita, tais como planejar, textualizar e revisar.

Período realizado:
Primeiro semestre de 2015.

Alunos envolvidos:
Alunos do 5º ano do Ensino Fundamental.

Disciplina trabalhada:
Língua Portuguesa.

Resultados:
Por meio das intervenções pontuais foi possível potencializar a aprendizagem, ensinar os alunos a produzirem contos de mistério, repensar suas decisões, escrever textos com tramas envolventes e desfechos surpreendentes, que a narrativa de enigma requer. Durante todas as etapas do projeto foi realizada uma avaliação com os alunos, considerando a participação oral, a leitura individual, e por meio da escrita dos textos (portfólios) foi possível notar que a turma passou a dominar a estrutura dessa tipologia textual (narrativo-ficcional), pois os textos produzidos ficaram ótimos, dá prazer em fazer a leitura. O diferencial desse trabalho de fato é o encontro eficaz da leitura com a escrita.

Outro fator relevante foi a oportunidade de conhecer e ampliar o repertório de contos desse gênero, pois como atividade permanente, todos os dias era feita a leitura em voz alta das obras de autores consagrados, como: Edgar Allan Poe, Marcos Rey, Conan Doyle, Stanislaw Ponte Preta, Heloísa Prieto, dentre outros.
Houve um intenso envolvimento e entusiasmo de todos com a tipologia; eles procuravam livros desses autores; e a leitura passou a ser gosto.

Todas as etapas do projeto foram importantes. Mas a textualização no momento da produção coletiva foi muito valiosa, porque os alunos perceberam que para produzir um texto é necessário planejar, escrever, ler e reescrever, quantas vezes houver necessidade. E durante o desenvolvimento do projeto eles puderam se apropriar desses imprescindíveis procedimentos de escritor.

Tags:
Categories:

Busca No Interior da Escola:

Envie seu trabalho Conheça outros projetos