Ir para o conteúdo principal

Especiais

mar 20

Written by: admespeciais
20/03/2020 12:57  RssIcon

Untitled Document

Evitar a disseminação de informações falsas sobre o novo coronavírus também é uma espécie de “vacina” e uma maneira de colaborar para o combate à doença. Com ajuda do Instituto Palavra Aberta, dedicado à educação midiática, selecionamos alguns termos importantes e também algumas dicas para que todos nós possamos fazer a nossa parte.

 

  • Educação midiática

    Conjunto de habilidades para acessar, analisar, criar e participar de maneira crítica do ambiente informacional e midiático em todos os seus formatos – dos impressos aos digitais –, como requisito fundamental para a formação do cidadão e para o fortalecimento da democracia.

  • Infodemia

    Fenômeno recente de disseminação de informações potencializada por conta da revolução tecnológica. Estamos vivendo a primeira grande infodemia da nova era digital, que pode comprometer, inclusive, nossa saúde mental.

  • Fake news

    Informação falsa produzida com a intenção de enganar. As fake news tentam “pegar carona” na credibilidade de veículos jornalísticos conhecidos e, geralmente, são divulgadas por canais que tentam imitar o visual, o nome e/ou o slogan de jornais sérios.

  • Fact checking

    Método jornalístico para verificar se uma determinada informação é confiável. Nas agências de checagem, os jornalistas pesquisam como a informação surgiu e de que maneira pode ser confirmada – a partir daí, costumam criar “selos” para classificá-la em categorias como ‘verdadeira’, ‘falsa’, ‘exagerada’, ‘desatualizada’, ‘fora de contexto’ etc.

  • Deep fake (mídia sintética)

    Desinformação sofisticada e altamente convincente produzida a partir de recursos tecnológicos avançados, como Inteligência Artificial e videomapping. Como exemplo, vídeos digitalmente manipulados, nos quais a boca ou o rosto de uma pessoa parecem transmitir, de forma muito convincente, algo que na verdade foi dito por outra pessoa (com sincronização de movimentos labiais e expressões).

  • Desinformação

    Conteúdo falso, impreciso, tendencioso, distorcido ou fora de contexto, criado de forma intencional ou não.

  • Fontes

    Portadores de informação consultados pelos jornalistas para elaborar reportagens. Podem ser autoridades, especialistas ou mesmo documentos, dados e gráficos. As fontes transmitem as informações aos repórteres e, no caso de pessoas, podem ou não ser identificadas (quando a identidade da fonte é preservada, para evitar retaliações, por exemplo, chamamos de fonte ‘em off’).

  • Pós-verdade (post-truth)

    Situação em que fatos objetivos têm menos importância na formação da opinião pública do que crenças pessoais ou mensagens que apelam para a emoção. Em 2016, foi escolhida como “a palavra do ano” pelo dicionário britânico Oxford.




  • Fonte: https://educamidia.org.br

Fazendo a nossa parte:

Não compartilhe conteúdos sem fonte ou autor e busque informações em fontes oficiais, como a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde e o Governo do Estado de São Paulo.

Aqui vão alguns links para você:
Aplicativo lançado pelo SUS:
   
   

Para baixar o app iOS
Clique aqui.

Para baixar o app Android
Clique aqui

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Especiais

Busca em Especiais:

ankara escort bayan
papaz buyusu
beylikduzu escort mature porno
old sex women boy to boy xxx nude
ankara escort
bonusal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
huluhub.com
Luxury replica watches