Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
ankara escort
bonus veren siteler
huluhub.com
Luxury replica watches
www.copeland.club
old sex women boy to boy xxx nude
beylikduzu escort alman porno

Especiais

nov 18

Written by: admespeciais
18/11/2014 16:50  RssIcon

Vai soar o batuque do tambor e o ronco da cuíca. Sábado é dia de feijoada e tem samba na praça. Vai ser um tremendo fuzuê, com a molecada brincando de roda e na TV será transmitido um jogo de futebol cheio de catimba.

Quanto de negro há na frase acima? O batuque, o tambor, a cuíca, a feijoada, o samba, o fuzuê, a molecada, a brincadeira de roda, o futebol catimbeiro... O sábado típico de muitos brasileiros é repleto de elementos negros.

Essa influência cultural e social é a parte boa de um passado escravocrata do Brasil Colônia. O país foi o último do mundo a abolir a escravidão, em 1888, depois que a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea.

» Leia entrevista Edina dos Santos, do NINC, e Maria Margarete, da CGEB sobre como o ensino da História da África e dos africanos no Brasil está inserido no currículo.

Entre 1550 e 1850 foram trazidos ao território brasileiro mais de 3,5 milhões de negros para trabalharem forçadamente na agricultura, mineração, atividades urbanas e serviços domésticos. Os africanos vieram de países como Guiné, Costa do Marfim, Mali, Congo, Angola, Moçambique e Benin, com suas línguas e culturas tribais nagô, iorubá, quicongo, umbundo, entre outras.

Tantos anos de escravidão e miscigenação podem ser vistos na culinária, na música, na religião, na arte e em muitos outros aspectos do dia a dia do brasileiro.

Ainda que seja possível afirmar que o Brasil é um país de maioria negra – segundo o último Censo, 97 milhões de pessoas se declararam negras ou pardas, enquanto 91 milhões disseram ser brancas –, o país ainda não conseguiu vencer o racismo, que só se tornou crime há 25 anos, com a Lei 7.716.

É por isso que no dia 20 de novembro celebra-se o Dia da Consciência Negra, para fortalecer e ressaltar a luta dos negros no Brasil por igualdade de direitos. Uma luta que continua.

A data foi escolhida porque nesse dia, em 1695, morria Zumbi dos Palmares, um líder quilombola símbolo da resistência negra contra a escravidão.

SAIBA MAIS
Quilombos eram locais de refúgio de escravos que surgiram por todo o Brasil durante o período da escravidão. Comunidades Quilombolas são locais onde vivem os descendentes diretos de escravos e têm, comprovadamente, origem negra. No Brasil, estima-se que existam duas mil Comunidades Quilombolas espalhadas por 25 Estados, mas apenas 10% delas já foram reconhecidas pelo Governo Federal. Para conhecer algumas dessas comunidades e povos tradicionais, acesse o site do projeto Ancestralidade Africana.

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Especiais

Busca em Especiais: