Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
ankara escort
bonus veren siteler
huluhub.com
Luxury replica watches
www.copeland.club
old sex women boy to boy xxx nude
beylikduzu escort alman porno

Eu Indico

jun 8

Written by: admindico
08/06/2020 17:24  RssIcon

Durante a quarentena, o CRE Mario Covas, por meio do NUMAH, indica textos, livros e videoaula para inspiração na escrita dos diários.

 

Em tempos de isolamento social, devido a pandemia, qual o espaço de nossa liberdade? As narrativas em diários, uma das propostas do CREMC, por intermédio do Núcleo de Memória e Acervo Histórico, “Diários construindo memórias, educadores em tempos de pandemia”, indica possibilidades. Você já ouviu falar de Viktor Frankl? Sobrevivente de dois Campos de Concentração, Theresienstadt e Auschwitz, Frankl vê fortalecido seus pensamentos sobre a Logoterapia. O material que já tinha produzido antes do aprisionamento, foi retomado dando origem ao livro “Em busca de sentido”:

Será que podemos ser livres durante o isolamento social? Frankl apresenta que entre o estímulo e a resposta existe o espaço da liberdade.

Frankl prometeu três coisas para ele, na primeira noite em Auschwitz, marcando os propósitos:

  1. Eu vou fazer tudo para sobreviver.
  2. Eu vou ajudar a quem precisar.
  3. Eu vou tentar aprender alguma coisa deste sofrimento (com esta experiência).

 

Conforme Sheila Rabuske, especialista em Logoterapia: “para enfrentarmos momentos difíceis, nós temos que colocar um propósito forte, um pacto forte conosco mesmos. Uma oração, uma ideia, pensar em alguém querido, alguém que nos vai dar uma âncora para que possamos enfrentar. Em Auschwitz Frankl consegue isso. Nós também podemos fazer este pacto. Qual é o nosso limite? Qual é hoje, no isolamento social, a nossa cerca eletrocutada que é o caminho mais fácil, mas que a gente quer escapar? Qual pacto vamos fazer conosco mesmo para não nos jogarmos na “cerca elétrica”?”

 

A narrativa é uma possibilidade de compartilhar a vivência de liberdade, como um dos espaços de expressão. Bergoglio afirma que  “Na confusão das vozes e mensagens que nos rodeiam, temos necessidade duma narração humana, que nos fale de nós mesmos e da beleza que nos habita; uma narração que saiba olhar o mundo e os acontecimentos com ternura, conte a nossa participação num tecido vivo, revele o entrançado dos fios pelos quais estamos ligados uns aos outros.”

Mensagem do Papa Francisco para o LIV Dia Mundial das Comunicações Sociais

Professoras, professores, educadores, que tal, no seu diário, em tempos de isolamento social, você narrar seus propósitos e sua ação de liberdade? É o nosso convite!

Assistam à bela aula de Sheila Rabuske, Viktor Frankl, “Logoterapia: o sentido nos tempos difíceis”, no Facebook do Museu do Holocausto de Curitiba.


Para compartilhar experiências com diários ou sugestões, entrem em contato conosco: nucleodememoriacre@educacao.sp.gov.br.


Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Eu Indico

Busca no Eu Indico: