Ir para o conteúdo principal
porno mat i sin xxx odia in adult rape videos
agri escort elazig escort
ankara escort
bonusal
huluhub.com
Luxury replica watches
old sex women boy to boy xxx nude
beylikduzu escort mature porno
ankara escort bayan

Eu Indico

abr 24

Written by: admindico
24/04/2020 10:55  RssIcon

Durante a quarentena, convidamos o CRE Mario Covas, por meio do NUMAH, para indicar livros, filmes e outras inspirações...

 

Giz e lousa, crianças correndo pelos corredores, nossos colegas na sala dos professores se preparando para mais um início de semana. Alunos nos esperando na porta da sala de aula, chamada, leitura, atividade, correção, conversas sobre o final de semana. Essa imagem era cotidiana e incorporada na vida de quase todo professor, que nem nos dávamos conta, naturalizávamos. De repente... estamos todos em casa, aulas suspensas, recesso e férias adiantados, tudo fora do calendário que havíamos pensado no início do nosso ano letivo.

Não tem sido nada fácil lidar com a quarentena, os sentimentos aflorados e as incertezas em relação a tudo. O CRE Mario Covas/EFAPE, por meio do NUMAH – Núcleo de Memória e Acervo Histórico, tem sugerido aos profissionais da Educação a escrita do cotidiano desse período de isolamento social. A escrita de um diário requer uma rotina, um disciplinamento. Programar-se e dedicar todos os dias alguns minutinhos, expressando pela escrita as experiências da quarentena, pode trazer momentos de reflexão importantes para alinhamento de nossas ideias e sentimentos. Vivemos tempos que só imaginávamos existir em filmes, muito distante das nossas realidades.

Para incentivar e não deixar que você desanime na escrita, estamos sugerindo alguns filmes que retratam o diário quase que como uma personagem. Aproveite o momento para curtir com todos em casa. Se ainda não começou o seu diário, sempre estamos em tempo de começar.

Se tiver outras sugestões ou queira compartilhar suas experiências, entre em contato: nucleodememoriacre@educacao.sp.gov.br.

 

Diários de Motocicleta

Antes de começar seu último semestre de Medicina, Ernesto "Che" Guevara (Gael García Bernal) viaja com seu amigo Alberto Granado (Rodrigo de la Serna) do Brasil ao Peru de motocicleta. Os dois veem de perto as disparidades da América do Sul, encontrando camponeses pobres e observando a exploração do trabalho por industrialistas ricos. Ao chegar em uma colônia de leprosos no Peru, Ernesto percebe que seus valores haviam mudado.
Direção: Walter Salles

O Diário de Anne Frank

Anne Frank, uma jovem judia, é forçada a se esconder em um refúgio secreto com sua família durante a Segunda Guerra Mundial, enquanto a Holanda é ocupada pelos nazistas.
Direção: Hans Steinbichler

Diário de Um Banana

A escola não é uma experiência agradável para o quase adolescente Greg Heffley, mas sim um campo minado que ele precisa enfrentar. Para isso, ele trama para ganhar o reconhecimento que acha que merece, mas tudo dá errado. Greg escreve um diário sobre as suas desventuras, pensamentos e opiniões para divulgar no dia em que não precisar mais se submeter a absurdos.
DireçãoDavid BowersThor Freudenthal

O Diário de Bridget Jones

Bridget Jones é uma solteirona de trinta e poucos anos que decide registrar em um diário suas tentativas de melhorar de vida. O resultado é um relato picante e bem-humorado de suas desventuras profissionais, familiares e românticas.

Direção: Sharon Maguire

As Pontes de Madison

História de amor comovente sobre um fotógrafo da revista National Geographic, incumbido de fotografar as pontes de Madison, em Iowa. Lá, ele conhece uma dona de casa, cujo marido e filhos estão viajando. Os dois vivem um breve e intenso romance entre duas almas gêmeas que se conheceram tarde demais.
Direção: Clint Eastwood 

Diário de um Novo Mundo

Em 1752, uma embarcação cruza o Atlântico rumo ao Brasil. Entre os passageiros, está um médico açoriano que descreve no diário os percalços da viagem e a paixão pela esposa de um militar português.
Direção: Paulo Nascimento

Febre de Bola

Baseado em autobiografia (HORNBY, Nick. Febre de bola. São Paulo: Companhia das Letras, 2013), esta comédia romântica apresenta um torcedor fanático do time de futebol Arsenal, da Inglaterra, Paul Ashworth, que é também um professor de inglês com crise de relacionamento com Sarah. Podemos perceber a proposta do filme em trecho do livro (p.118-119): “Acho que já é hora de uma defesa quanto à precisão destas memórias, e talvez das memórias de todo torcedor de futebol. Nunca mantive diário de torcedor e esqueci completamente centenas e centenas de jogos; mas a passagem do tempo, na minha vida, está ligada às partidas do Arsenal, e todos os acontecimentos de alguma forma significativos para mim estão contaminados pelo futebol. A primeira vez que fui padrinho de um casamento? Perdemos de 1 a 0 pro Tottenham [...] O fim do meu primeiro caso de amor de verdade? Foi no dia seguinte a um decepcionante empate de 2 a 2 com o Coventry, em 1981. Que esses acontecimentos tenham ficado marcados talvez seja compreensível, mas o que não consigo explicar é por que me lembro de outras coisas. [...] A memória de um obsessivo talvez seja, portanto, mais criativa do que a de uma pessoa comum; não no sentido de que inventamos coisas, mas de que nossas lembranças são um filme barroco, cheio de inovações, saltos de roteiro e narrativas simultâneas dividindo a tela
1997 (Reino Unido)
Direção: David Evans

Mais dicas para você!

Tags:
Categories:
Location: Blogs Parent Separator Eu Indico

Busca no Eu Indico: